Televendas (11) 4565 2001
carrinho
0 itens
R$
0,00
Total
Frete

A Jornada do Escritor - Estruturas míticas para escritores (LIVROS)

(The Writer's Journey)

Sinopse:

Este livro, escrito por quem entende de cinema, mostra como os contadores de história usam estruturas míticas para criar narrativas poderosas que mexem com todos nós. Escritores encontrarão aqui uma orientação passo a passo que os ensinará a estruturar enredos e criar personagens realísticos. Exercícios inovadores ajudarão a detectar falhas e melhorar seu texto. As idéias em A Jornada do Escritor, que têm sido testadas e apuradas por roteiristas, dramaturgos e romancistas profissionais, farão com que o escritor enriqueça sua arte de contar histórias com a sabedoria milenar dos mitos. Como analista de histórias, Christopher Vogler avaliou mais de 10.000 roteiros para grandes estúdios, incluindo Walt Disney, Warner Bros., 20th Century Fox, United Artists e Orion Pictures. Especialista em contos de fadas e folclore, Christopher foi consultor para os bem-sucedidos longa-metragens da Disney O Rei Leão e A Bela e a Fera
 
"A Bíblia do roteirista de Hollywood. Indispensável para quem quiser compreender os mecanismos e os truques da dramaturgia do cinema americano." Ruy Guerra 
 
"Dentre os inúmeros manuais de roteiro este é um dos poucos que valem a pena ser lidos. Mesmo que não se vá e nem se deva usa-lo ao pé da letra, o que o próprio autor aqui reconhece, A Jornada do Escritor é uma excelente ferramenta de análise e organização de trabalho para o roteirista." Marcos Bernstein 
 
"Há muito se situa o estudo do mito numa perspectiva que contrasta sensivelmente com a do século XIX. Em vez de tratarmos o mito, na acepção do termo, como fábula, o vimos aceitando como ele era entendido nas sociedades arcaicas onde, ao contrário, o mito designa uma 'história verdadeira'. Na verdade, a história da sociedade moderna é literalmente composta de paralelos no plano mítico. Esta me parece a grande lição de A Jornada do Escritor, a lição do inconsciente coletivo na criação." Luiz Fernando Carvalho

Gênero
Críticas e Ensaios
Autor
Não Informado
Idioma
Português,
Edicao
2006
País de produção
Paginas:
448 pág.
Editora
ISBN
852091764X
Fromato
13,8 x 21,0 x 2,4 cm (largura x altura x espessura)
Codigo de Barras
9788520917640
Extras
 
 
 
Tudo sobre o DVD
Como o próprio nome indica, este livro de Christopher Vogler é um convite a uma viagem pelos caminhos da escrita. É bom dizer logo de saída que a obra de Vogler é muito interessante e útil, um livro que fazia falta. Um livro como este acaba sendo uma ferramenta para todos os que de alguma forma lidam com a narrativa: roteiristas, cineastas, videomakers, contadores de histórias, escritores de livros infantis, dramaturgos, romancistas, críticos, professores, estudantes de letras. Para uns, poderá ser um instrumento que ajude a tirar dúvidas e a orientar sua própria escrita. Para outros, certamente servirá como precioso modelo de análise, permitindo que se compreenda melhor a obra que se examina, vendo seus pontos fortes e fracos, discernindo falhas e qualidades especiais. Além disso, porém, para todos eles (e também para o leitor comum, que não trabalha com a narração mas se deleita em ler, ouvir, ou assistir a uma boa história) A Jornada do Escritor pode trazer um presente inesperado, ajudando a conhecer melhor a si mesmo, a integrar melhor os diversos personagens que dentro de si vivem variadas aventuras. Em suma, pode nos fazer lançar um olhar mais agudo e compreensivo sobre nós mesmos e sobre os outros, com quem convivemos. O que não é pouca coisa. 
Tudo isso, sem muito esforço. Um traço notável deste livro é que ele não complica as coisas. Com sua leitura leve e divertida, vai-se nele aprendendo uma porção de coisas importantes. 
A Jornada do Escritor traz, assim, ao leitor brasileiro, uma rara e bem-vinda oportunidade para entrar em contato com um instrumental que lhe permitirá dominar a gramática da narrativa, conhecer os elementos de uma história e seu papel, entender o mecanismo das regras que a fazem funcionar, perceber o que a mantém equilibrada e coerente, qual sua lógica interna. 
Por mais que ele até possa parecer uma apostila para ensinar fórmulas e receitas, trata-se da obra de um profissional, feita por quem conhece bem o que faz e sabe que, em resumo, é fundamental que haja roteiristas e contadores de histórias com pleno domínio do seu ofício, mas que, além disso, é bom também seguir o conselho do verso de Manuel Bandeira e evitar reduzir a forma a uma fôrma. Isso é também lembrado por Christopher Vogler em seu livro - o molde existe para ser rompido, a gramática está aí para ser subvertida. Só assim surge um artista. 
 
Ana Maria Machado, 
do prefácio de A Jornada do Escritor
Cotação
Bom
3 votos
Deixe sua nota
Ruim Regular Bom Muito Bom Excelente

Gostou de A Jornada do Escritor - Estruturas míticas para escritores?

Comente aqui!