Televendas (11) 4565 2001
carrinho
0 itens
R$
0,00
Total

O cinema pode ser um espelho de diferentes épocas e sociedades. Por isso, a 2001 convida profissionais de diferentes áreas ligadas à sétima arte para recomendar ou analisar um filme que considerem relevante, sob a luz de diferentes universos: filosofia, psicanálise, educação, artes etc.



Guerra ao Terror

Guerra ao Terror


Indicação::

Primeira mulher a conquistar o Oscar de melhor direção, Kathryn Bigelow (em cartaz nos cinemas com A Hora Mais Escura) acompanha a dura realidade de um grupo de soldados americanos de elite durante um período de 38 dias no Iraque. Nessa perigosa jornada, enfrentam inúmeras dificuldades, como os insurgentes que promovem atentados na região. 
 
Os EUA invadiram o Iraque sem a autorização do Conselho de Segurança das Nações Unidas em 20/3/2003, sob a acusação de que o ditador Saddam Hussein estava desenvolvendo armas de destruição em massa. Até hoje, nenhuma dessas armas foi encontrada e o saldo na região é de milhares de mortos. 
 
O personagem central do filme é Will, destemido sargento especialista em desarmar explosivos, cujo trabalho (insano) equivale a uma roleta russa diária. Como em Soldado Anônimo, de Sam Mendes, as tropas americanas vivem imersas em sua própria alienação, condicionadas ao desprezo pela população e habitat estrangeiros. Em participações especiais, Ralph Fiennes e Guy Pearce. 
 
VENCEDOR DO OSCAR 
Melhor filme, direção, roteiro original, montagem, edição de som e mixagem de som


Guerra ao Terror

((The Hurt Locker), Estados Unidos, 2008, Colorido, 130 min.)

Imagem Filmes - Guerra

Direcao: Kathryn Bigelow

Elenco: Jeremy Renner,Anthony Mackie,Brian Geraghty,Guy Pearce,Ralph Fiennes,David Morse,Evangeline Lilly,Christian Camargo,Suhail Aldabbach,Christopher Sayegh

Sinopse: Para um grupo de soldados americanos, alguns dias os separam do retorno para casa. Um período relativamente curto, se não fosse por tantas ocorrências que transformassem esse fim de jornada em um verdadeiro inferno. As forças armadas precisam de especialistas não só nos campos de combate mas também no dia a dia, na proteção do grupo contra insurgentes que promovem atentados, matando milhares de cidadãos. Conheça a dura realidade destes soldados e descubra que, ao contrário do que todos eles pensam, a luta jamais terminará.


Clique para comprar este produto



O Sonho de Cassandra

O Sonho de Cassandra


Indicação::

O terceiro filme de Woody Allen realizado na Inglaterra retoma elementos presentes em sua obra. Encontramos aqui novamente ecos das grandes tragédias – a relação entre os dois irmãos, o nome do barco, em sua referência a Cassandra (profetisa da mitologia grega), a inevitabilidade do destino. 
 
A trajetória de Ian e Terry (interpretados respectivamente pelo escocês Ewan McGregor e pelo irlandês Colin Farrell) segue em direção a um fatídico desfecho a partir do momento em que decidem cumprir uma difícil missão, delegada a eles pelo tio. No momento crucial, surge a dúvida moral: e se Deus existir? Que tipo de punição poderia advir? 
 
Assim como no ótimo Match Point (2005), mais uma vez a sombra de Dostoievski recai sobre Allen. 


O Sonho de Cassandra

((Cassandra's Dream), Estados Unidos,Franca,Gra-bretanha, 2007, Colorido, 108 min.)

Imagem Filmes - Arte

Direcao: Woody Allen

Elenco: Ewan McGregor,Colin Farrell,Peter-Hugo Daly,John Benfield,Clare Higgins,Ashley Madekwe,Andrew Howard,Hayley Atwell,Sally Hawkins,Keith Smee

Sinopse: Terry (Colin Farrell) e Ian (Ewan McGregor) são dois irmãos que passam por uma situação inusitada ao conhecer a misteriosa atriz Angela Stark (Hayley Atwell). Ian fica perdidamente apaixonado pela bela jovem que acaba de chegar em Londres em busca de riqueza. Como estão passando por problemas financeiros, os irmãos decidem aceitar uma proposta criminosa. Porém, a situação foge de controle quando as coisas não saem como planejado.


Clique para comprar este produto



A Força do Carinho

A Força do Carinho


Indicação::

PIONEIRA EM TRAZER GRANDES FILMES INÉDITOS PARA O MERCADO BRASILEIRO, A 2001 VÍDEO COMEÇA O ANO COM MAIS UM VENCEDOR DO OSCAR 
 
Um novo ano começa e a 2001 Vídeo continua descobrindo filmes importantes para os amantes da sétima arte. A partir de 05 de fevereiro, sai para locação e venda A Força do Carinho (1983), sensível drama estrelado por Robert Duvall. 
 
Depois de Rede de Intrigas, Gente Como a Gente e Julia, chegou a vez de mais um ganhador do Oscar ser lançado em DVD no Brasil, com exclusividade na 2001. A Força do Carinho conquistou as estatuetas de melhor ator (Duvall) e roteiro original (Horton Foote), além de concorrer nas categorias de melhor filme, direção (Bruce Beresford) e canção (Over You). Indicado à Palma de Ouro no Festival de Cannes, o filme também valeu a Duvall o Globo de Ouro de melhor ator e o prêmio do Círculo de Críticos de Nova York. 
 
Considerado um dos 10 melhores filmes de 1983 pelo jornal The New York Times, o drama foi escrito pelo dramaturgo texano Horton Foote (1916–2009). Chamado de “o Tchekhov rural” pelo amigo Duvall, Foote ganhou notoriedade nos EUA por seu olhar afetuoso para as relações humanas no interior da América, em peças teatrais e longas-metragens como O Sol é para Todos (1962), Ratos e Homens (1992) e O Regresso para Bountiful (1985). 
 
A Força do Carinho é a crônica agridoce de um homem que, após experimentar o sucesso e os reveses da fama, agora amarga o alcoolismo, a perda da família e a solidão, abandonado em um motel de beira da estrada no interior do Texas. Bêbado e sem dinheiro, Mac Sledge (Duvall) começa a trabalhar no posto de gasolina de uma jovem viúva, Rosa Lee (Tess Harper). O antigo astro country finalmente deixa de lado o alcoolismo e encontra paz ao lado da religiosa Rosa. Os dois se casam e Mac torna-se uma figura paterna para o filho dela, Sonny, de 6 anos. 
 
A vida pacata do casal é interrompida pela passagem de um jornalista pelo posto de gasolina. Ele reconhece Mac e o aborda para uma entrevista, que o ex-músico recusa. O reencontro com a ex-mulher, hoje uma cantora country de sucesso, e a problemática filha adolescente despertam nele sentimentos conflitantes. É o passado que volta para assombrá-lo, e despertar uma triste melancolia. Internamente, Mac reflete sobre quem é, e aquilo que sabe fazer de melhor, sem, no entanto, abandonar o seu novo estilo de vida. 
 
Em um belo trabalho de composição de personagem, Duvall expressa com o olhar uma gama de sensações; a partir da economia de seus gestos, o ator evoca indícios – e subtexto – sobre seu passado, raramente explicitado na trama. Seu desencanto com o passado é expresso também em um diálogo marcante: “Eu não confio na felicidade. Nunca confiei, e nunca irei confiar”. 
 
Precursor de Coração Louco (2009), que também trazia como protagonista um cantor country fracassado (interpretado por Jeff Bridges), A Força do Carinho evita o sentimentalismo e nunca cai no melodrama, deixando ao espectador preencher as lacunas, as emoções não explicitadas em palavras. 
 
Mais do que resgatar um vencedor do Oscar, até então inédito em DVD no Brasil, o lançamento do filme relembra o talento do grande Robert Duvall. 
 
Indicado seis vezes ao prêmio, o ator confere dignidade e realismo tocante à jornada de um homem em busca de redenção. Redenção compartilhada pelo espectador, testemunha da incrível humildade – e lição de vida – de Mac.


A Força do Carinho

((Tender Mercies), Estados Unidos, 1983, Colorido, 92 min.)

Classicline - Drama

Direcao: Bruce Beresford

Elenco: Robert Duvall,Tess Harper,Betty Buckley,Wilford Brimley,Ellen Barkin,Allan Hubbard,Lenny von Dohlen,Paul Gleason,Michael Crabtree,Norman Bennett

Sinopse:  
"Robert Duvall “criou outro personagem inesquecível” (THE NY TIMES) na pele de Mac Sledge, um cantor de músicas country que guarda amargas recordações de sua vida. Com sua carreira em declínio, ele se entrega de vez à bebida, até que, num hotel do Texas, conhece Rosa Lee (Tess Harper), uma viúva com um filho de 10 anos. O encontro entre estas duas almas cheias de problemas faz com que se aproximem e comecem um relacionamento repleto de obstáculos e desafios que trará ao casal novos motivos para buscar a felicidade. “A Força do Carinho” ganhou Oscars® nas categorias de Melhor Ator (Robert Duvall) e Melhor Roteiro Original, e foi indicado para Melhor Canção Original, Filme e Melhor Diretor. Também foi vencedor do Globo de Ouro de Melhor Ator, onde também concorreu em cinco outras categorias, e disputou diversos outros prêmios. " 


Clique para comprar este produto



Onde Os Fracos Não Tem Vez

Onde Os Fracos Não Tem Vez


Indicação::

Os irmãos Joel e Ethan Coen chegaram ao romance de Cormac McCarthy, Onde os Velhos Não Têm Vez, por intermédio do produtor Scott Rudin (O Show de Truman e As Horas). Apesar de não ser um argumento original, a história guarda alguns elementos presentes na filmografia da dupla, como em Gosto de Sangue e Fargo. Principalmente, como o destino manifesta-se na trama. Destaque para todo o trabalho do elenco, para a fotografia do veterano Roger Deakins (indicado ao Oscar pela décima vez por 007 – Operação Skyfall) e para a montagem, que mantém a tensão crescente. 
 
Reflita sobre o sentido social do título original (No Country for Old Men) e também sobre a relação entre a arma utilizada por Jarvier Bardem, uma primitiva pistola de projétil cativo, utilizada para atordoar o gado antes do abate, com o diálogo final de Tommy Lee Jones. O romance original foi publicado no Brasil pela Alfaguara. 
 
Na trama, um homem se depara com a sangrenta cena de um crime, uma caminhonete carregada de heroína e dois milhões de dólares. Sua decisão de levar o dinheiro deflagra uma interminável e violenta reação em cadeia. 
 
VENCEDOR DO OSCAR 
Melhor filme, direção, ator coadjuvante (Javier Bardem) e roteiro adaptado


Onde Os Fracos Não Tem Vez

((No Country for Old Men), Estados Unidos, 2007, Colorido, 122 min.)

Paramount / Universal - Drama

Direcao: Ethan Coen,Joel Coen

Elenco: Tommy Lee Jones,Javier Bardem,Josh Brolin,Woody Harrelson,Kelly Macdonald,Garret Dillahunt,Tess Harper,Barry Corbin,Stephen Root,Rodger Boyce

Sinopse: Os aclamados cineastas Joel e Ethan Coen trazem seu mais envolvente e ambicioso filme, neste fumegante e supercarregado suspense de ação. Quando um homem depara com a sangrenta cena de um crime, uma caminhonete carregada de heroína e irresistíveis dois milhões de dólares, sua decisão de levar o dinheiro deflagra uma interminável e violenta reação em cadeia, que nem a lei do Oeste do Texas pode deter. Baseado no livro de Cormac McCarthy, autor premiado com o Pulitzer, e apresentando um elogiado elenco liderado por Tommy Lee Jones, este empolgante jogo de gato e rato vai deixá-lo na maior tensão até o momento final, de fazer parar o coração.


Clique para comprar este produto



O Senhor dos Aneis - A Sociedade do Anel

O Senhor dos Aneis - A Sociedade do Anel


Indicação::

Como sabemos a trilogia de J.R.R. Tolkien fazia parte das obras consideradas difíceis de serem adaptadas, incluindo nesta categoria Orlando, de Virginia Woolf, que teve um resultado irregular nas mãos de Sally Potter. Coube a um neozelandês esta difícil tarefa, que para a felicidade dos milhares de fãs da mítica obra de Tolkien, soube realizar muito bem a transição do papel para as telas.  
Jackson teve domínio completo da produção e mostrou segurança exemplar na direção da trilogia (apesar de apenas termos visto o primeiro filme), respeitando a riqueza dos detalhes do livro (Lembrando, como toda adaptação a transposição de uma linguagem, a escrita, para a outra, visual, exige certas modificações do seu conteúdo). Com elenco muito bem escolhido com nomes de peso encabeçados por Ian McKellen (perfeito como Gandalf), Elijah Wood, Viggo Mortensen (convincente como o destemido herói, Aragorn) e companhia. Outro acerto de Jackson foi a escolha de sua terra natal, a Nova Zelândia, para as locações. As imagens deste belo país inundam a tela, mesmo nos momentos que percebemos os retoques pelo computador.  
Assistindo ao filme - mesmo para aqueles que não leram os livros - dá para entender o porquê do sucesso e culto a obra de Tolkien. Podemos imaginar que é um princípio muito próximo de Jornada Nas Estrelas, a diversidade de raças, unindo-se com um propósito comum, e fundamentalmente o resgate de certos valores como a amizade, confiança e respeito.  
Outro detalhe interessante, são alguns diálogos espalhados pelo filme. Um deles, particularmente, ocorre nas minas de Moria, quando Frodo mostra-se de alguma forma infeliz por pertencer a ele o destino de levar o anel até a Montanha da Perdição. Gandalf lhe diz: "Temos de decidir apenas o que fazer com o tempo que nos é dado. Há outras forças agindo no mundo, Frodo, além da vontade do mal". Este diálogo é muito feliz quando transportado para nossa atual realidade. Mesmo as dificuldades existindo, o mago lembra o pequenino e aparentemente frágil Frodo da responsabilidade de cada ser humano tem no cumprimento de sua missão em vida.  
O aspecto humanista e mítico da trilogia de Tolkien é também muito presente na obra daquele que foi um grande amigo seu, o escritor inglês C. S. Lewis, que dedicou seu livro Cartas do Diabo a Seu Aprendiz / The Screwtape Letters a Tolkien. Para a nova geração, que teve a oportunidade de ler O Senhor dos Anéis, recomendamos também as famosas Crônicas de Nárnia, de Lewis. Vocês vão gostar.


O Senhor dos Aneis - A Sociedade do Anel

((The Lord of the Rings: The Fellowship of the Ring), Estados Unidos,Nova Zelandia, 2001, Colorido, 0 min.)

Warner Bros - Fantasia

Direcao: Peter Jackson

Elenco: Alan Howard,Elijah Wood,Noel Appleby,Sean Astin,Sala Baker,Sean Bean,Cate Blanchett,Orlando Bloom,Billy Boyd,Marton Csokas

Sinopse: Vencedor do Oscar® de Fotografia, Efeitos Visuais, Trilha Sonora e Maquiagem, O Senhor dos Anéis - A Sociedade do Anel é o primeiro filme da trilogia baseada na obra do escritor J.R.R. Tolkien. Nele, o hobbit Frodo (Elijah Wood) herda a missão de salvar a Terra-Média do perverso Sauron, o Senhor do Escuro. Ele precisa conduzir o Um Anel até a Montanha da Perdição e destrui-lo para sempre. Para isso, conta com a aliança de oito bravos companheiros, que formam a Sociedade do Anel. O filme é um convite para entrar no mundo fantástico de Tolkien e suas criaturas mágicas como Hobbits, Elfos, Orcs e Magos. Para viver os personagens imortalizados pelos livros, o diretor Peter Jackson escolheu um elenco de estrelas: Elijah Wood, Ian McKellen, Liv Tyler, Viggo Mortensen, Sean Austin, Cate Blanchett, John Rhys Davies, Ian Holm e Orlando Bloom.


Clique para comprar este produto